Porto Alegre, sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016. Atualizado às 08h02.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
34°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,9820 3,9840 1,21%
Turismo/SP 3,7500 4,0900 1,48%
Paralelo/SP 3,7500 4,0900 1,48%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Contas Públicas Notícia da edição impressa de 12/02/2016. Alterada em 11/02 às 22h42min

Jucá cobra corte de gastos para aprovação da CPMF

EVARISTO SA/AFP/JC
Romero Jucá avalia que o Congresso aguarda outras ações do governo

O Congresso não vai aprovar aumento de impostos se o governo não apresentar um plano concreto de controle de gastos futuros. Essa é a avaliação do senador Romero Jucá (PMDB-RR) após encontro com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, nesta quinta-feira. "O Congresso não irá votar, na minha avaliação, aumento de receita sem antes ter efetivamente uma discussão das despesas e do que vai ocorrer no futuro."
"Um aumento de impostos isolado é algo difícil de ocorrer no Congresso se não vier acompanhado de outras ações que demonstrem que governo fez o dever de casa", disse o senador, referindo-se à recriação da CPMF, na qual o governo aposta suas fichas em ano de recessão e receitas magras para tirar as contas do vermelho.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.


COMENTÁRIOS
fabio schubert - 12/02/2016 08h39min
Barganha sempre barganha. Cortar gastos é uma OBRIGAÇÃO deste governo para enfrentar a crise,. CPMF nunca mais. Não podemos aceitar o retorno deste imposto, quando o governo federal e estadual já sobre taxaram tudo o que podiam. Até quando vamos ter que ficar pagando a incompetência destes senhores? Não há perspectivas frente a tanta corrupção e ingerência.

DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Rombo nas contas do governo central é recorde Setor público mira no mercado de capitais Estado ainda precisa de R$ 2,7 bilhões para fechar as contas em 2015 União encaminha cortes extras do orçamento

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo