Porto Alegre, quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016. Atualizado às 21h55.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
27°C
null°C
null°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 4,0460 4,0480 1,35%
Turismo/SP 3,7500 4,1800 0,23%
Paralelo/SP 3,7500 4,1800 0,23%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Lançamento Notícia da edição impressa de 19/02/2016. Alterada em 18/02 às 21h32min

Fiat Toro

FIAT/DIVULGAÇÃO/JC
Unindo características de SUV, picape e automóvel, a novidade pretende ser a escolha de quem precisa de um veículo versátil

Maior do que as picapes compactas e menor do que as médias, medindo 4.915 milímetros de comprimento, o Toro reúne o porte e a ergonomia de um SUV, a robustez e a praticidade de uma picape cabine dupla de quatro portas com caçamba para até uma tonelada de carga; e o conforto de um automóvel.
Produzido no Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE), onde também é feito o Renegade, o novo veículo da Fiat é construído sobre uma plataforma modular e flexível, que foi ampliada para gerar uma carroceria maior, com caçamba, formando uma reforçada estrutura monobloco. A estrutura utiliza mais de 85% de materiais nobres, como o aço de alta resistência avançado, e apresenta elevada rigidez torcional.
O design do Toro foi pensado para ser global, mas possui DNA brasileiro. Expressivo e ousado, o grupo ótico frontal se divide em dois conjuntos: um, formado pelas luzes de posição (LEDs) e indicadoras de direção; outro, pela iluminação de profundidade. E ainda há os faróis de neblina, inseridos na base do para-choque.
Na lateral da picape, a linha de cintura elevada e as caixas de roda ressaltadas enfatizam a impressão de força e dinamismo. Na traseira, a inovação foi ainda maior, graças a uma solução criativa adotada para a tampa da caçamba, que é bipartida - suas duas portas se movem lateralmente, com a possibilidade de abertura de somente uma delas.
Leve e prática, a tampa facilita o acesso ao compartimento de cargas de 820 litros, que pode ganhar ainda mais 405 litros de capacidade com a instalação opcional de extensor, que aumenta o comprimento da caçamba. As lanternas traseiras com LEDs, de formato horizontal, ajudam a "alargar" a silhueta do modelo.
Internamente, o Fiat Toro traz muito do Jeep Renegade em termos de escolha de materiais e estilo de acabamento, além de ótimo espaço para cinco ocupantes. Elementos em cromo acetinado, composições de cores e revestimento em couro no volante proporcionam requinte e bem-estar. O painel moderno inclui quadro de instrumentos com display de sete polegadas colorido e central multimídia com tela de cinco polegadas.
A carroceria do Toro se apoia sobre uma suspensão independente nas quatro rodas, projetada para encarar qualquer obstáculo, sempre mantendo o conforto e o silêncio a bordo. A dianteira adota a arquitetura McPherson, enquanto a traseira é do tipo multilink.
Na parte motriz, o veículo oferece diferentes opções aos compradores. O conjunto de entrada se constitui de propulsor 1.8 Flex com transmissão automática de seis marchas e tração dianteira. A versão intermediária conta com motor 2.0 Turbodiesel, câmbio manual de seis marchas e tração 4x2 ou 4x4.
Já o top da linha alia o motor 2.0 Turbodiesel à sofisticada caixa automática de nove marchas e vem unicamente com tração nas quatro rodas. A Fiat também preparou uma versão especial de lançamento, a "Opening Edition", com propulsor 1.8 Flex, câmbio automático de seis marchas e itens estéticos e de conveniência exclusivos.
O motor 1.8 Flex de 16 válvulas foi aperfeiçoado pela Fiat especialmente para o Toro, ganhando a tecnologia que permite variar o fluxo de ar dentro do coletor de admissão, incrementando o rendimento. Assim, sua potência máxima agora chega a 135 cv com etanol e 139 cv a gasolina, sempre a 5.750 rpm. Já o torque subiu para, respectivamente, 184,2 Nm e 189,1 Nm a 3.750 giros. O propulsor 2.0 Turbodiesel de 16 válvulas, por sua vez, gera potência máxima de 170 cv e torque de 349,9 Nm a 1.750 rpm.
Desde a versão de entrada, a picape sai de fábrica com piloto automático e controlador de velocidade, computador de bordo, quadro de instrumentos personalizável de 3,5 polegadas, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampa, banco do motorista com regulagem de altura, abertura elétrica do bocal de abastecimento, ar-condicionado, direção elétrica, fixação Isofix para cadeira infantil, vidros e travas elétricas automáticas (fecham a 20 km/h), sensor de estacionamento traseiro e revestimento de caçamba, entre outros.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Citroën Aircross ganha novo design Positivo renova portfólio com o modelo destacável Renault Duster Oroch aposta no meio-termo GeraçãoE é lançado com debate sobre empreendedorismo na Pucrs

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo